Imagem relacionada

Existe um bem de valor imensurável capaz de nos elevar e conduzir para mais perto do bom Deus. Esse bem é preciosíssimo e quem o encontra tem a certeza que é um verdadeiro tesouro.

São as amizades cultivadas não apenas pelas mais sublimes virtudes, mas as que têm como pedra fundamental o mesmo amor a Deus.

São Francisco de Sales diz que uma amizade como essa “É excelente, porque vem de Deus; excelente, porque Deus é o laço que a une; excelente, enfim, porque durará eternamente em Deus.”

Complementa o Santo que não se trata de um simples amor cristão que devemos a nosso próximo, e sim de uma amizade espiritual, por meio da qual amamos já aqui na terra aquilo que se amará no Céu, aprendendo a amar aqui as coisas como as amaremos na vida eterna.

Os primeiros cristãos devotavam um para o outro tal preciosa amizade.

São Lucas refere-se a eles dizendo que “A multidão dos fiéis era um só coração e uma só alma” (At 4, 32).

Assim, a fé de um alimentava a do outro e a coragem de um era a do outro. Eles dividiam entre si todos os bens e aflições porque era de Deus que, juntos, extraíam suas forças.

São Lucas afirma, ainda, que “Em todos eles era grande a graça” (At 4, 33).

Não lhes faltava nada porque a bondade e misericórdia de Deus, vendo a união sincera e a grande amizade dos seus, fazia transbordar sobre eles toda a graça.

A amizade devotada a Deus, meus irmãos, caminha em passos seguros e vence os mais dolorosos desafios. A oração de um amigo é o presente mais valioso que alguém pode ter.

Quando Pedro foi preso por Herodes, “a Igreja orava sem cessar por ele a Deus” (At. 12, 5) e, após ser libertado pelo Anjo de Deus, “dirigiu-se para a casa de Maria, mãe de João, que tem por sobrenome Marcos, onde muitos se tinham reunido e faziam oração” (At 12, 12).

Uma amizade como essa é remédio de vida e imortalidade (Eclo 6, 15). Ela é moldada pelo Espírito Santo e resiste, justamente por isso, a toda e qualquer intempérie.

Todas as outras formas de amizade, de fato, também são importantíssimas e não devem ser negligenciadas. No entanto, a amizade que tem como pilar o amor a Deus é grandiosa porque transpassa todas as barreiras e permanece vívida inclusive após a morte, continua no Céu e persiste por toda eternidade.

Aqueles que vivem no mundo necessitam cultivar amizades santas para que um incentive o outro e, unidos, possam seguir firmes no caminho.

Perfeita é a explicação de São Francisco de Sales para todos os que enfrentam os mais diversos desafios nesse mundo: “os que vivem no século, onde há tantas dificuldades a vencer para ir a Deus, parecem-se com os viajantes que andam por caminhos difíceis, escabrosos e escorregadiços, precisando sustentar-se uns nos outros para caminhar com mais segurança”.

Lembro, neste momento, dos pastorinhos de Fátima. Especialmente quanto ao fato de Nossa Senhora ter escolhido essas três criancinhas para transmitir sua mensagem e que juntas nutriram a mais bela e santa amizade para atender o desejo da Santíssima Virgem. Unidas por laços amorosos do nosso Boníssimo Deus, ajudaram-se mutuamente no caminho, partilharam penitências e orações, uma contribuindo para que a outra se aproximasse cada vez mais da santidade. Não bastasse, trouxeram para essa amizade bendita cada um daqueles pecadores por quem rezavam, mantendo com eles, do mesmo modo, relações profundas de uma amizade espiritual.

Outro exemplo de amizade do Céu e para o Céu é o de São Francisco e de Santa Clara. Tendo o coração aquecido pelo amor que São Francisco dedicou a Deus, Santa Clara seguiu este mesmo caminho de consagração total a Jesus Cristo e à Igreja Católica. O seu amigo Francisco foi quem lhe cortou os cabelos, transmitindo-lhe a força para perseverar na decisão tomada.

Mais uma riquíssima amizade que pode ser testemunhada é a de Santa Teresa d´Ávila e de São João da Cruz, que se fortaleceram continuamente na fé e na espiritualidade, reformando a ordem Carmelita num caminho de perfeição.

Benditos são aqueles que possuem amigos assim porque “nada é comparável a um amigo fiel” (Eclo 6, 15).

O Nosso Senhor Jesus Cristo nos deu a conhecer todas estas coisas. Revelou para nós que Ele é a videira e nós somos os seus ramos. Se permanecemos Nele, Ele permanecerá em nós e aí daremos muitos frutos, porque o ramo não pode dar frutos por si mesmo.

É isso, amigos, somos muitos ramos da videira que é Nosso Senhor e, quanto mais estamos Nele, mais frutos daremos. Seremos eternos amigos em Cristo e estaremos “presos por uma corrente toda de ouro”, como disse o querido São Francisco de Sales.

Jesus deixou bem claro para nós essa verdade quando disse “Vós sois meus amigos, se fazeis o que vos mando. Já não vos chamo servos, porque o servo não sabe o que faz o seu senhor. Mas chamei-vos amigos, pois vos dei a conhecer tudo quanto ouvi de meu Pai. Não fostes vós que me escolhestes, mas eu vos escolhi e vos constituí para que vades e produzas fruto, e o vosso fruto permaneça” (Jo 15, 14-16).

É esse amor, fundado em Jesus Cristo, a base da amizade que nos leva ao Céu. Uma amizade assim deve ser cultivada, acima de tudo, no nosso lar, com nosso cônjuge, filhos, irmãos e pais. No seio da nossa família deve imperar essa amizade bendita, em que cada um, apoiado em Cristo, se constitui em fortes ramos que frutificam e se apoiam verdadeiramente no Senhor de todas as coisas, todos com os olhos voltados para a vida eterna, presos por uma corrente toda de ouro.

Onde encontrarmos tal espécie de amizade, aí estará um dos nossos maiores tesouros. É onde teremos um porto seguro, uma mão a nos apoiar e cuja força sempre nos ajudará a levantar das quedas no percurso, pois “Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a vida por seus amigos” (Jo 15, 13).

A amizade cuja fonte é Cristo destina-se ao Céu e lá encontra o seu consolo. Podem vir tormentas e dores e ela continua inabalável. Ela alegra a alma e abrasa o coração porque, na verdade, amigos assim têm um só coração e uma só alma.

Referência:

São Francisco de Sales. Filoteia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s