O que quer Deus de nós?

É uma pergunta intrigante que, muitas vezes, por ausência de resposta clara e direta, pode nos levar ao comodismo.
Mas a resposta não está tão longe do nosso alcance como se possa imaginar.
Deus nos fala sempre. É só estar atento.
Deus nos fala nas Sagradas Escrituras. Deus nos fala quando silenciamos o nosso ser e ouvimos nosso coração durante a oração.
Deus falou a Moisés, e lhe disse que devemos: Amar a Deus sobre todas as coisas, não jurar seu Santo Nome em vão, guardar domingos e festas de guarda, honrar pai e mãe, não matar, não pecar contra a castidade, não furtar, não levantar falso testemunho, não desejar a mulher do próximo nem as coisas alheias.
Jesus acresceu aos dez, um novo mandamento: Amai-vos uns aos outros, como eu vos amei.
E sabemos exatamente como Jesus nos amou, qual a medida deste exemplo, até onde o Amor dEle por nós O levou.
Está tudo nas Sagradas Escrituras.
Observamos como o Amor é sempre o tom predominante do diálogo de Deus para conosco.
São Francisco de Assis gritava com muita tristeza: o Amor não é amado.
São João nos ensina: Deus é Amor. Mas não se ama o que não se conhece.
O que Deus quer de nós é a observância dos mandamentos, dos ensinamentos de Jesus Cristo nos Evangelhos e que correspondamos ao Amor Infinito com que nos ama, nos amou e nunca deixará de nos amar.
Sede santos, como Vosso Pai Celeste é Santo.
“Que procures a Cristo. Que encontres a Cristo. Que ames a Cristo” (São Josemaria Escrivá).

Ana Catarina

Sempre caminhando

Viver uma vida conforme a vontade de Deus e tentar ser santo a cada dia não é uma tarefa fácil.

Os desafios são inúmeros e gigantes. A nossa própria vontade tende a prevalecer com tanta frequência em detrimento da vontade de Deus que às vezes chega a desanimar. Somos imensamente fracos. Nossas próprias forças são insuficientes para vencer o nosso amor próprio e deixar que o amor a Deus venha sempre em primeiro lugar, desde a menor das coisas até os grandes feitos.

São muitos os momentos em que nos sentimos incapazes e a disposição de mudar nos falta.

Uma coisa é certa, entretanto, quando nos agarramos em Deus, não conseguimos desistir de vencer as batalhas que nos são postas.

Caímos para sempre nos levantar, nos levantamos para sempre continuar a caminhada e caminhamos para chegar ao Céu.

Nessa vida, viveremos essa dicotomia de querer ser de Deus e fazer sua vontade, mas de ainda estarmos presos a nossa própria vontade.

Que tenhamos sabedoria para discernir aquilo que devemos mudar em nós e assim crescer espiritualmente, sem vaidade ou falsidade.

Somos aquilo que Deus vê em nós, nada mais.

Deus, só Deus, vê a integralidade do nosso ser. Enxerga lá no fundo da nossa alma, conhece todos os nossos erros e sabe o caminho que devemos seguir para extirpá-los do nosso interior.

É uma caminho que passa pelo autoconhecimento, pelo arrependimento sincero e pela decisão de perseverar na vida nova.

“Eis que faço novas todas as coisas!” (Ap 21, 5), disse o Cristo.

Haverá sempre esperança se tivermos fé em Jesus, pois Ele seguramente vai nos mostrar o caminho se assim o pedirmos.

“Vem, Senhor, faz coisas novas em nós e muda o nosso interior.

Como um vaso na mão do oleiro, molda nossa vida conforme queres e nos ensina a confiar na sua vontade, que sempre, sempre, será a melhor para nós.

Vamos avante, seguindo os passos de Nosso Senhor, o nosso único salvador.”

Nos passos do Anjo da Juventude

Deus permitiu que as graças advindas da beatificação de Carlo Acutis chegassem até o nosso site famílias de Jesus.
Durante a cerimônia de beatificação, que se deu no dia de hoje, nosso coração se inflamou e teve a sensibilidade de perceber a necessidade de retomada desse meio de evangelização.
É urgente e muito necessário utilizar as redes sociais, a internet para levar a todos a Boa Notícia! São esses os telhados de hoje, dos quais nos devemos utilizar para proclamar o Evangelho.
Vê-se que em poucos dias tivemos notícias tão inspiradoras e iluminadas relacionadas a vida de um adolescente, santo, que viu como seria proveitoso para a salvação de muitos o conhecimento dos milagres eucarísticos por meio da reunião de informações na internet.
Mas, bem mais do que o conhecimento de milagres eucarísticos, as redes sociais nos levaram a conhecer uma vida de santidade, possível de acontecer em pleno século 21.
A vida de uma criança que não quis esperar muito para receber a Eucaristia. Apressou-se pela consciência que tinha da presença indiscutível de Jesus na sagrada comunhão.
E, desde então, todos os dias participava da Santa Missa, recebia Jesus Cristo na Eucaristia e ia se pondo a caminho do céu!
E esse caminho, não trilhava sozinho. Arrastava a muitos que viam na sua originalidade, na sua convicção de fé e no seu exemplo de amor e de compaixão com os pobres – inspirado pelo Irmão de Assis – um grande exemplo a ser seguido.
Hoje somos nós que, por meio das redes sociais, podemos ir atrás de Carlo, no mesmo caminho, na mesma estrada, participando com devoção da Santa Missa, Comungando, Confessando, Recitando o Rosário e levando Jesus a todos os que de nós se aproximam para podermos juntos chegar ao fim desta estrada, ao Céu.
Não perder um minuto que seja em coisas que desagradam a Deus, pedir a Deus a vontade de ser santos, ter como projeto de vida estar sempre com Jesus são alguns dos ensinamentos do nosso amado Beato Carlo Acutis que precisamos seguir para acompanhá-lo nessa estrada que leva ao céu.